Macron nomeia primeiro-ministro da direita francesa

Emmanuel Macron nomeou um membro do Partido Republicano para primeiro-ministro. Edouard Philippe é o escolhido.

O próximo Governo francês vai ser chefiado pelo conservador Edouard Philippe. O francês de 46 anos é o atual presidente da câmara de Le Havre. Philippe foi aliado de Alain Juppé, o ex-primeiro-ministro francês que foi derrotado por François Fillon nas primárias do Partido Republicano para as eleições presidenciais deste ano. A composição do Executivo será divulgada esta terça-feira.

O anúncio foi feito pelo secretário-geral do Eliseu, Alexis Kohler, nas escadas do Palácio que alberga o Presidente. Edouard Philippe é visto como um membro da ala moderada do Partido Republicano francês. Philippe — um advogado que chegou a trabalhar na empresa estatal nuclear Areva — deverá tomar posse esta segunda-feira de tarde.

Segundo a Reuters, o porta-voz da campanha de Macron, Christophe Castaner, disse este domingo à tarde que muitos elementos do círculo próximo de Emmanuel Macron não iam ser incluído no Governo.

A próxima etapa de Emmanuel Macron são as eleições legislativas em junho, o que será fundamental para saber com que apoios o seu Governo vai contar no Parlamento. São vários os apoios que Macron tem reunido à esquerda, vindos do Partido Socialista, pelo que este pode ser um sinal de equilíbrio do Presidente que foi eleito a dizer que não é de direita nem de esquerda.

Esta é a primeira vez que, na história moderna da política francesa, um Presidente francês indicou um primeiro-ministro externo ao seu partido — neste caso, o movimento Em Marcha –, exceto nas ocasiões em que foi forçado pelo Parlamento. Esta possibilidade de os deputados virem a mexer no Governo nomeado por Macron dependerá das eleições de junho.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Macron nomeia primeiro-ministro da direita francesa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião