António Costa fala “da maior tragédia” dos últimos anos

  • ECO
  • 18 Junho 2017

Primeiro-ministro diz que não há memória de uma tragédia como a de Pedrógão Grande no país. Secretário de Estado declara Plano de Emergência distrital.

“A maior tragédia de vidas humanas que temos conhecimento nos últimos anos em Portugal”, disse António Costa, esta noite, na Proteção Civil de Carnaxide. O incêndio que, desde a tarde deste sábado lavra em Pedrógão Grande fez pelo menos 19 mortos e 21 feridos, revelou esta noite o secretário de Estado da Administração Interna. De acordo com o primeiro-ministro, que falava esta noite em Carnaxide, o número de mortos poderá ainda aumentar. “Não está apurada a totalidade das vítimas”, assinalou.

Cerca das 02h24, o primeiro-ministro dava conta da morte de 24 pessoas. “É possível que possa haver mais vítimas mortais mas, até ao momento, só posso confirmar 24 vítimas mortais”, disse.

De acordo com António Costa, a prioridade agora é evitar que o número de vítimas aumente. Entretanto, em Pedrógão Grande, o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, declarou ativo o Plano de Emergência distrital.

“Trata-se de uma tragédia de grandes dimensões, que já chega às 24 vítimas mortais“, disse António Costa, nas declarações aos jornalistas após a reunião com a autoridade da Proteção Civil, acrescentando que estão mobilizados meios de combate espanhóis — dois canadair — para o início da manhã, em resposta às previsões meteorológicas para amanhã, muito semelhantes às deste sábado.

“A maior parte das vítimas não estão ainda identificadas”, acrescentando não ter dúvidas de que as autoridades fizeram tudo o que estava ao alcance para combater os mais de 100 incêndios registados no país durante o dia. “A questão não é uma questão de meios mas de condições que ocorreram”, sublinhou António Costa.

Notícia atualizada às 2h24.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

António Costa fala “da maior tragédia” dos últimos anos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião