Combustíveis descem (outra vez). Gasolina baixa um cêntimo

Semana após semana, os preços dos combustíveis têm vindo a baixar. E vão continuar. A queda dos preços do petróleo vai permitir um novo alívio nos valores de venda ao público, ainda que ligeiro.

Atestar o depósito do automóvel vai ficar mais barato, outra vez. A queda acentuada dos preços do petróleo, com o barril a entrar mesmo em bear market, vai permitir um novo alívio nos valores de venda ao público dos combustíveis, tanto no caso da gasolina como do gasóleo. Em ambos os casos, os preços vão tocar novos mínimos do ano.

Com o barril de petróleo a continuar a ser castigado pelo excesso de oferta, apesar dos esforços da OPEP em sentido contrário, as cotações dos derivados da matéria-prima também recuam. Se o West Texas Intermediate deslizou quase 5% na semana, elevando para mais de 20% a queda desde o último máximo, a gasolina e o gasóleo registaram quedas de quase 2% e 1%, respetivamente, considerando os valores médios semanais já em euros.

Esta evolução vai trazer novas descidas de preços para os consumidores nacionais, mas não muito expressivas. De acordo com os cálculos do ECO, com base nas cotações da Bloomberg, a gasolina tem margem para registar mais uma descida de um cêntimo por litro. Assim, a gasolina simples de 95 octanas poderá recuar para um valor médio de 1,418 euros. Está em 1,428 euros, segundo a Direção Geral de Energia e Geologia.

A gasolina deverá recuar para o valor mais baixo desde meados de dezembro, ou seja, atingindo um novo mínimo do ano. E o mesmo deverá acontecer com o gasóleo, apesar de ter pouca margem para descer. Os cálculos apontam para uma redução de apenas meio cêntimo. O litro do diesel, o combustível mais utilizado em Portugal, poderá assim recuar para 1,18 euros face ao valor médio de 1,186 euros a que é vendido o gasóleo simples.

Comentários ({{ total }})

Combustíveis descem (outra vez). Gasolina baixa um cêntimo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião