5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 12 Julho 2017

Entre o duplo leilão de obrigações, os novos dados da inflação e o Debate do Estado da Nação, são vários os acontecimentos que marcam o dia nos mercados.

Ao início da tarde, António Costa responde a perguntas difíceis dos deputados. Antes disso, Portugal volta aos mercados de dívida de longo prazo e são conhecidos os dados da inflação. Lá fora, Janet Yellen fala sobre a maior economia do mundo e há números novos para o desemprego no Reino Unido, que continua em mínimos.

Portugal volta aos mercados

Portugal está de volta aos mercados de dívida de longo prazo. O IGCP, liderado por Cristina Casalinho, vai realizar esta manhã um duplo leilão de obrigações com maturidades de dez e quase 30 anos. O objetivo é obter entre 750 milhões e mil milhões de euros com as duas operações de financiamento.

Parlamento discute o Estado da Nação

António Costa enfrenta esta quarta-feira o Parlamento, no “momento mais difícil” para o Governo, conforme definiu o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, em entrevista ao Público e Rádio Renascença. É de esperar que a pressão da direita seja elevada; do lado da esquerda, falta saber o que ganha destaque: as críticas à governação ou o apoio parlamentar? Pedrógão, Tancos e mini-remodelação governamental são temas garantidos.

Como avançam os preços?

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga esta quarta-feira os dados relativos ao Índice de Preços no Consumidor (IPC) em junho. Em maio, a taxa de inflação recuou e fixou-se em 1,5%, depois de ter atingido 2% em abril. A culpa foi da Páscoa, que, este ano, ocorreu em abril, mês em que Portugal registou o ritmo mais acelerado da inflação dos últimos quatro anos, graças ao turismo.

Yellen fala, mercados reagem?

A presidente da Reserva Federal entrega o relatório de política monetária ao Comité dos Serviços Financeiros da Câmara dos Representantes. Janet Yellen vai ainda responder a questões sobre o estado da maior economia do mundo. No primeiro trimestre do ano, e de acordo com dados do Departamento do Comércio, o PIB norte-americano foi revisto em alta, para uma taxa anual de 1,4%, registando, ainda assim, o ritmo mais lento desde o segundo trimestre do ano passado, avançou a Reuters no final de junho.

Desemprego continua em mínimos no Reino Unido?

O desemprego no Reino Unido fixou-se nos 4,6% entre fevereiro e abril, abaixo dos 5% registados há um ano atrás mas mantendo o mesmo valor relativo a janeiro e março. Este é o nível mais baixo em mais de quatro décadas. E agora? A resposta será dada hoje pelo instituto nacional de estatísticas britânico.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião