Subir Lall deixa de ser o chefe da missão do FMI em Portugal

O chefe de missão do Fundo Monetário Internacional para Portugal deixou de ser Subir Lall. O atual chefe de missão para o Brasil, Alfredo Cuevas, passa a ser o responsável do FMI focado em Portugal.

Subir Lall, chefe de missão do FMI para PortugalPaula Nunes/ECO

Alfredo Cuevas é o novo chefe de missão do Fundo Monetário Internacional para Portugal. O mexicano substitui Subir Lall que, ainda assim, vai supervisionar a conclusão da consulta do Artigo IV de 2017 de Portugal. Lall era o líder da missão do Fundo em território nacional desde julho de 2013, ou seja, há quatro anos. Na altura tinha substituído Abebe Aemro Selassie.

“O Fundo Monetário Internacional (FMI) decidiu nomear Alfredo Cuevas como novo chefe de missão para Portugal, substituindo Subir Lall que, depois de quase quatro anos nessa função, passa a ser o novo chefe de missão para o Egito”, informa o FMI em comunicado enviado esta sexta-feira. Cuevas era o líder da missão do FMI no Brasil. O mexicano tem um mestrado e um doutoramento em economia pela Universidade de Princeton.

Cuevas assume a pasta em setembro, após a conclusão da consulta do Artigo IV. Já Subir Lall passará a ser o chefe da missão do Fundo Monetário Internacional no Egito.

Alfredo Cuevas, chefe da missão do Fundo Monetário Internacional para PortugalFundo Monetário Internacional

“Cuevas começou a trabalhar no departamento de assuntos orçamentais em 1994, dedicando-se a vários temas, incluindo a reforma da segurança social”, refere o comunicado do FMI. Alfredo Cuevas trabalhou no departamento de investigação do Banco Central do México, tendo sido responsável por estudar o impacto económico do Nafta, o tratado de livre comércio dos países da América do Norte.

Como quadro do Fundo Monetário Internacional, Cuevas “trabalhou no departamento africano como chefe de missão para São Tomé e Príncipe, Malawi, Zimbabué, foi representante permanente na África do Sul e chefe da divisão de estudos regionais”.

(Atualizado às 17h18)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Subir Lall deixa de ser o chefe da missão do FMI em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião