Incêndios cortam A1 em Aveiro e A23 em Santarém

  • Ana Batalha Oliveira e Lusa
  • 17 Agosto 2017

Ambas as autoestradas, A1 e A23, estão cortadas nos dois sentidos. A A1 cortou o trânsito devido aos incêndios na localidade de Albergaria, enquanto na A23 é Mação o foco das preocupações.

A Autoestrada da Beira Interior, a A23, foi esta quinta-feira cortada entre o nó de Mouriscas e o nó de Mação, no distrito de Santarém, devido ao incêndio que lavra na região. Menos de uma horas antes, a A1 também foi cortada entre Albergaria-a-Velha e Aveiro Sul, no quilómetro 249.

De acordo com a GNR, a A23 está interdita ao trânsito nos dois sentidos, por causa do incêndio que deflagrou quarta-feira no concelho de Mação. No mesmo distrito estão também cortadas duas estradas nacionais: a Estrada Nacional 244-3, entre Louriceira e Serra, no distrito de Santarém, e Estrada Nacional 244, entre Mação e Chão Codes.

A A1 encontra-se cortada no quilómetro 249, revelou a TSF. Os automobilistas que guiavam para sul têm como solução a saída de Aveiro, enquanto aqueles que aqueles que circulam no sentido oposto podem sair por Estarreja. É a segunda vez em sete dias que o trânsito fica interdito na autoestrada do norte devido aos incêndios. A A1 já tinha sido cortada no dia 10 de agosto entre os quilómetros 197 e 209 devido a um incêndio na Mealhada.

Esta manhã, o fogo no distrito de Santarém, obrigou a deslocar mais de uma centena de pessoas: 81 de Mação, 24 de Abrantes e 28 do Sardoal, os distritos afetados. O incêndio de Vila Real também preocupou, mas a maioria dos meios aéreos foram mobilizados para Mação.

Esta quinta-feira o Governo anunciou que vai declarar estado de calamidade preventivo. O objetivo, explicado em comunicado, é a “mobilização máxima de meios e pré-posicionamento nas zonas de maior risco” para melhor responder à situação dos incêndios.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Incêndios cortam A1 em Aveiro e A23 em Santarém

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião