Mação volta a enfrentar incêndio. Fogo de Castelo Branco dominado

  • ECO e Lusa
  • 16 Agosto 2017

Três aldeias de Mação ficaram cercadas pelas chamas, mas não foi feita evacuação da população. Só os "mais frágeis" foram retirados das suas casas. Várias estradas estão cortadas.

O concelho de Mação, em Santarém, volta a enfrentar um incêndio considerado “preocupante”. O fogo deflagrou esta madrugada e já está mais controlado, mas continua com duas frentes ativas.

Pelas 4h00 desta madrugada, a situação em Mação estava descontrolada. Segundo o vice-presidente da Câmara de Mação, António Louro, foram retiradas populações “mais frágeis” das três aldeias cercadas pelas chamas: Serra, Casalinho e Aboboreira. Ainda assim, não houve uma evacuação destas aldeias.

Nas últimas horas, este incêndio, que resultou de uma projeção de um outro incêndio, em Vila de Rei, acalmou. 345 operacionais, apoiados por 101 meios terrestres e três meios aéreos, estão a combater o incêndio.

Entretanto, foram cortadas várias estradas devido às chamas. A EN 244-3, entre Louriceira e Serra, a EM 1284, entre Chão Codes e Vila de Rei, e a EM 548, entre Chão de Codes e Aboboreira, estão cortadas ao trânsito.

Fogo de Louriçal do Campo foi dominado. Outros oito ativos

O incêndio que lavrava desde domingo na localidade de Louriçal do Campo, Castelo Branco, foi dado como dominado cerca das 7h00, segundo informações disponíveis na página da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC). O fogo, que mobilizava 515 operacionais no terreno e 149 meios terrestres, entrou em fase de resolução. Este fogo consumiu na terça-feira o antigo Colégio de São Fiel, um imóvel histórico fechado e abandonado na aldeia de Louriçal do Campo.

De acordo com as informações na página da ANPC, há outros oito fogos ativos, dos quais três são de grandes dimensões. Para além do incêndio de Mação, há ainda um incêndio a lavrar em Vila de Rei, Castelo Branco, que mobiliza 373 operacionais e 123 meios terrestres.

Em Ribeira de Pena, Vila Real, o incêndio que teve início ao princípio da tarde de terça-feira e continua a lavrar em três frentes mobiliza 228 operacionais e 64 meios terrestres. Segundo a ANPC, este incêndio mantém cortada a estrada municipal 517 entre Agunchos e Cavêz.

Ao todo, há mais de 2.300 operacionais a combater os oito fogos ativos no país.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Mação volta a enfrentar incêndio. Fogo de Castelo Branco dominado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião