Contagem ainda decorre, mas MPLA diz ter “maioria qualificada assegurada”

O partido de João Lourenço diz ter já a "maioria qualificada assegurada". A contagem de votos ainda decorre e a Comissão Nacional Eleitoral de Angola não divulga resultados provisórios.

O Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) declarou, esta quinta-feira, que, com cinco milhões de votos escrutinados em todo o país, tem a “maioria qualificada assegurada”, garantindo a eleição de João Lourenço para Presidente da República. O anúncio foi feito por João Martins, secretário do MPLA para assuntos políticos e eleitorais. Mas o escrutínio ainda decorre e não há resultados provisórios oficiais.

“Temos vindo a fazer a compilação dos dados que os nossos delegados de lista nos têm remetido, das atas síntese que obtiveram das assembleias de voto a nível de todo o país. Numa altura em que temos escrutinado acima de cinco milhões de eleitores, o MPLA pode garantir que tem a maioria qualificada assegurada. Por isso, é com tranquilidade que podemos assegurar que o futuro Presidente da República será o camarada João Manuel Gonçalves Lourenço e o futuro vice-Presidente da República será o camarada Bornito de Sousa Baltazar Diogo“, disse o responsável do MPLA, na sede nacional do partido, citado pela Lusa.

Há que ressalvar, contudo, que as contagens ainda decorrem e que a Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola, responsável pela divulgação dos resultados, não fez qualquer divulgação de resultados provisórios. Além disso, há 15 assembleias de voto, de três províncias angolanas, que vão votar apenas no sábado. Júlia Ferreira, porta-voz da CNE, explicou que “situações de força maior”, como o mau tempo, impediram a entrega de material logístico nestas assembleias de voto, afetando 1310 eleitores, que não puderam votar.

Contrariando este anúncio, o Maka Angola, projeto liderado pelo jornalista e ativista Rafael Marques, dá conta de que a maioria do MPLA poderá estar em risco. “Mais de um milhão e cem mil votos contabilizados dão ao MPLA 51 por cento dos votos, seguindo-se a UNITA com 36 por cento e a CASA-CE, em terceiro lugar, com 11 por cento. Estes resultados refletem a contagem paralela efetuada pela UNITA, com base nas atas-síntese em sua posse”, indica o Maka Angola.

Já João Lourenço, na sua conta oficial de Twitter, diz aguardar os resultados com confiança e tranquilidade. “Confiança na escolha do povo pelas nossas propostas e visão de país. Tranquilidade por saber que somos capazes de levar Angola a patamares cada vez mais altos de desenvolvimento”, escreve o candidato.

Os resultados provisórios das eleições gerais em Angola serão divulgados esta sexta-feira, dia 25 de agosto. Os resultados definitivos só serão conhecidos a 6 de setembro e a tomada de posse do novo Presidente da República de Angola decorrerá a 21 de setembro.

Notícia atualizada às 12h49 com mais informação.

Comentários ({{ total }})

Contagem ainda decorre, mas MPLA diz ter “maioria qualificada assegurada”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião