Do espaço para os envelopes: CTT lançam selos do Star Wars

  • Ana Batalha Oliveira
  • 25 Agosto 2017

Os correios de Portugal celebram os 40 anos do universo Star Wars com uma edição especial de selos alusivos à saga. Estão à venda a partir desta sexta-feira.

Os CTT aliaram-se à Disney para dar os parabéns ao Star Wars, ou Guerra das Estrelas para o público português. A saga comemora 40 anos e é presenteada com uma coleção de selos que reúnem os protagonistas da série. É a primeira vez que Hollywood marca presença nos selos portugueses.

Chegam esta sexta-feira aos balcões dos correios nove selos que celebram os quarenta anos da saga Star Wars. Seis destes selos são decorados com alguns dos rostos mais emblemáticos dos filmes da Guerra das Estrelas. Os retratos são da Princesa Leia, Luke Skywalker, Han Solo, Chewbacca, Darth Vader e Mestre Yoda. São lançados ainda outros três modelos dedicados a três dos filmes da série. É uma edição limitada: o primeiro conjunto conta 130.000 exemplares de cada selo e o segundo conta apenas 30.000.

Os selos já estão disponíveis nas lojas CTT e online. Os selos estão disponíveis numa versão gomada (os selos tradicionais) e na versão de selos autoadesivos. Os correios de Portugal lançam dois blocos filatélicos nos quais o valor por selo varia entre os 50 cêntimos e os 85 cêntimos. O bloco de três selos da imagem abaixo custa 1,50 euros.

A apresentação oficial está marcada para dia 18 de setembro na loja CTT dos Restauradores, em Lisboa. Esta é a primeira edição de selos dos CTT que acolhe o universo de Hollywood e resulta de uma parceria com a The Walt Disney Company Iberia. O design é de Francisco Galamba.

A saga que criou legiões de fãs ao longo dos últimos quarenta anos continua a dar cartas e, para além desta homenagem dos CTT, os fãs poderão retomar o contacto com a série de filmes em dezembro, quando estreia o novo filme Star Wars: Os Últimos Jedi nas salas de cinema portuguesas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Do espaço para os envelopes: CTT lançam selos do Star Wars

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião