Queiroz Pereira processa sócio do projeto Costa Terra

  • ECO
  • 29 Agosto 2017

O dono da Semapa e da Navigator leva a tribunal a empresa que é sua parceira no projeto turístico Costa Terra, na localidade de Melides, em Grândola.

A empresa 80 Hectares — Investimentos Imobiliários e Turísticos é acusada pelo empresário Pedro Queiroz Pereira de ter vendido sem consentimento terrenos do projeto turístico no qual são sócios, o Costa Terra.

A ação na justiça deu entrada em fevereiro, no Tribunal de Setúbal, tem o valor de 930 mil euros e pretende anular a venda que foi feita sem o seu consentimento. O sócio José Caiado, que detinha uma participação de 25% no projeto Costa Terra, terá alienado os terrenos à Ochire Investments, a empresa mãe da 80 Hectares — Investimentos Imobiliários e Turísticos.

José Caiado encontra-se de momento afastado do cargo de administração que ocupava desde 2008. O mesmo justificou a venda dos terrenos com uma “violação de negócio com parte interessada” avança o Jornal de Negócios (acesso pago).

Queiroz Pereira detém os restantes 75% do Costa Terra e já terá considerado a venda do projeto e feito contactos nesse sentido desde que a ação deu entrada em tribunal. O empreendimento em causa tem 200 hectares que se estendem por Melides, uma localidade de Grândola, no Alentejo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Queiroz Pereira processa sócio do projeto Costa Terra

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião