Science4you recruta 300 colaboradores até ao fim do ano

  • ECO
  • 4 Setembro 2017

A empresa nacional de brinquedos educativos anunciou a contratação de 300 colaboradores para apoio na época do Natal, que serão distribuídos pelos escritórios de Lisboa, Porto, Madrid e Londres.

A Science4you, empresa portuguesa dedicada à produção de brinquedos educativos, pretende aumentar o número de funcionários no último trimestre do ano, para apoio durante a época natalícia. Vai contratar mais de três centenas de funcionários.

Serão contratados 300 colaboradores, distribuídos pelos escritórios da empresa em Lisboa e no Porto, Madrid, Londres e ainda na fábrica em Loures. No total serão mais de 660 funcionários envolvidos na produção destes brinquedos.

O último trimestre do ano representa cerca de 70% da faturação anual através da produção e comercialização de mais de 500 brinquedos científicos, distribuídos por mais de 40 países em todo o mundo. Recentemente, a Science4you anunciou a entrada de dez novos países para o rol de distribuição: Marrocos, República Dominicana, Letónia, Estónia, Eslovénia, Croácia, Sérvia, Taiwan, Rússia e Bielorrússia.

Atualmente a fábrica está a passar por uma fase de obras de extensão, que irão decorrer até outubro, pelo que a empresa prevê que um terço das contratações sazonais se mantenham mesmo após a época do Natal.

Miguel Pina Martins, fundador e CEO da Science4you, explica que “a contratação sazonal de colaboradores na Science4you é habitual desde o início da empresa, pois trata-se de um negócio com maior incidência nos últimos meses do ano, e que requer assim um reforço no número de profissionais, em diversas áreas da empresa”.

Até ao final do ano, a Science4you pretende reforçar o número de lojas em Portugal e em Espanha, com a criação de 32 lojas em Portugal, distribuídas em centros comerciais, e 7 na região de Madrid. O objetivo da empresa é terminar o ano com uma faturação de 23 milhões de euros.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Science4you recruta 300 colaboradores até ao fim do ano

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião