Benfica, FC Porto e Sporting no top 20 das transferências de jogadores na Europa

  • ECO
  • 5 Setembro 2017

Num relatório apresentado pela KPMG, os três clubes portugueses integram o top 20 dos clubes europeus que mais dinheiro movimentaram com a transferência de jogadores nas épocas 2014/15 e 2015/16

Após o fecho do mercado de transferências, a consultora KPMG divulga a primeira edição do “The Player Trading Game”, um relatório sobre o resultado contabilístico das transferências de jogadores em mais de 150 clubes de futebol nas épocas de 2014/15 e 2015/16. E os “três grandes” do futebol português estão no top da Europa.

Os primeiros dois lugares deste ranking pertencem ao SL Benfica, com 65 milhões de euros em transferências nas duas épocas, e ao FC Porto, com 58,2 milhões. Em 20º lugar surge o Sporting, com 16,3 milhões. Os três clubes portugueses são os únicos non-big-five neste top.

Relativamente aos clubes que podem ser considerados “vendedores líquidos”, são consideradas cinco ligas: França, Itália, Espanha, Portugal e Alemanha. Quanto à francesa Ligue 1, fazem parte o Olympique de Marseille e o AS Monaco FC, ambos no fim desta lista de transferências, juntamente com o Olympique Lyonnais, o Montpellier HSC, o AS Saint-Etienne e o LOSC Lille.

A Série A italiana é a segunda liga mais representada neste relatório com cinco clubes. A UC Sampdoria é o clube italiano com a melhor classificação, ocupando o 10º lugar com 28,7 milhões de euros em transferências.

Em território vizinho, a espanhola La Liga vê quatro dos seus clubes representados neste ranking, sendo o Sevilha FC aquele que ocupa a melhor posição (6ºlugar), mostrando-se um especialista do mercado de transferências e com um total de quase 40 milhões de euros.

A Premier League destaca-se como a única das big-five (cinco principais ligas europeias) que não está representada no ranking que se refere às épocas de 2014/2015 e 2015/2016, não analisando esta última época de transferências marcada por transações recorde. Neymar arrasou com a anterior marca ao ser vendido por 222 milhões de euros.

Andrea Sartori, Global Head of Sports da KPMG, explica este caso: “provavelmente sem surpresas, nenhum clube inglês está no Top 20 europeu de transferências de jogadores. Isto pode dever-se ao seu perfil, ao rendimento dos direitos de transmissão da Premier League e aos maiores recursos comparativamente aos seus congéneres europeus. Estas características colocam os clubes ingleses no lado “comprador” e, de certa forma, diminuem a necessidade de desenvolver o trading de jogadores”.

Curiosamente, os clubes que obtiveram um melhor desempenho não foram aqueles que movimentaram mais dinheiro com as transferências. É o caso do Manchester City FC, Manchester United FC e Paris Saint-Germain FC que registaram o maior saldo negativo de transferências de jogadores nas épocas em questão. E, tendo em conta a sua atividade de transferências deste verão, o mais provável é que se mantenham nos últimos lugares desta avaliação nas próximas épocas.

Veja o top 20 europeu do mercado de transferências

Fonte: KPMG (Épocas 2014/15 e 2015/16)

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Benfica, FC Porto e Sporting no top 20 das transferências de jogadores na Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião