Centeno promete reforma da supervisão “nas próximas semanas”

  • Rita Atalaia
  • 8 Setembro 2017

O ministro das Finanças diz "continua a ser importante aperfeiçoar o atual sistema de supervisão financeira". E que este tema vai voltar a ser discutido "nas próximas semanas".

Mário Centeno afirma que a reforma da supervisão bancária vai voltar a ser discutida “nas próximas semanas”. O ministro das Finanças diz que é importante melhorar o sistema atual. Uma declaração feita na apresentação pública dos novos vice-governadores do Banco de Portugal, Elisa Ferreira e Máximo dos Santos, e de dois novos administradores, Ana Paula Serra e Luís Laginha de Sousa, no Salão Nobre do Ministério das Finanças.

“Após um período de enormes dificuldades, a que o Programa de Ajustamento não pôs fim, o sistema financeiro português está hoje em melhores condições de desempenhar a função e cumprir a finalidade que a Constituição lhe atribui”, diz Mário Centeno, mas salientou que “continua a ser importante aperfeiçoar o atual sistema de supervisão financeira”, defende Mário Centeno.

“Nas próximas semanas voltaremos a esta questão que, como todas as questões que incidem sobre o sistema financeiro, devem merecer o cuidado e a atenção séria e ponderada de todos os agentes políticos e sociais”, disse o ministro das Finanças.

Atualmente, o Banco de Portugal tem a função da supervisão macroprudencial e é também a instituição liderada por Carlos Costa que tem a responsabilidade das resoluções bancárias, como aconteceu no BES e no Banif. O governador do Banco de Portugal já tinha manifestado desejo que fosse uma outra entidade, que não o regulador e supervisor bancário, a ter a função de autoridade de resolução bancária, de intervir em bancos em dificuldades.

Na mesma cerimónia, Elisa Ferreira, a nova vice-governadora do banco central português, garantiu que a nova administração do Banco de Portugal vai continuar o trabalho dos seus antecessores, mantendo-se “coesa” e trabalhando para “fazer sempre melhor”. A agora vice-governadora do banco central liderada por Carlos Costa afirma que vão garantir a estabilidade do sistema financeiro e “ser um dos bancos mais eficientes do eurosistema”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Centeno promete reforma da supervisão “nas próximas semanas”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião