PCP e Bloco querem agravar IRC para aliviar IRS

  • ECO
  • 22 Setembro 2017

Nas negociações para o Orçamento do Estado, os dois partidos defendem que um aumento da derrama estadual de 7% para 9% teria um contributo superior a 100 milhões de euros.

O Bloco de Esquerda e o PCP querem agravar os impostos sobre as grandes empresas, defendendo um aumento da derrama estadual aplicada às empresas com maiores lucros. A notícia é avançada, esta sexta-feira, pelo Jornal Económico (acesso pago).

A proposta dos dois partidos é no sentido de aumentar a derrama estadual para as empresas com rendimento tributável superior a 35 milhões de euros — o escalão mais elevado do IRS — dos atuais 7% para 9%.

Esta é a forma proposta por bloquistas e comunistas para compensar o alívio no IRS que deverá constar do Orçamento do Estado para 2018. Com esta medida, defendem ao Jornal Económico, seria possível um “contributo importante”, superior a 100 milhões de euros. Isso permitiria duas coisas: primeiro, corrigir os ganhos excessivos que as grandes empresas tiveram com o regime de reavaliação de ativos implementado pelo Governo em 2016; segundo, um alívio fiscal “mais significativo para as famílias”.

Esta proposta dos dois partidos que suportam a maioria parlamentar do Governo está, no entanto, a ser recebida com “muitas resistências” da parte do Executivo, pelo que a medida ainda não está fechada.

Comentários ({{ total }})

PCP e Bloco querem agravar IRC para aliviar IRS

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião