EDP Renováveis tem novos administradores após saída de dois gestores

Houve duas renúncias na administração da EDP Renováveis: Miguel Dias Amaro e Gabriel Alonso. Mas o board da cotada liderada por Manso Neto já está novamente preenchido.

A EDP Renováveis EDPR 0,00% tem dois novos administradores na sequência da renúncia aos cargos no conselho de administração de Miguel Dias Amaro e de Gabriel Alonso, revelou a cotada liderada por Manso Neto.

Para preencher os lugares vagos, foram nomeados por cooptação para o board da EDP Renováveis Duarte Castro Bello (antigo diretor do Departamento de Análise de Negócios da EDP) e Miguel Balboa (até agora diretor do Departamento de Investimentos, Fusões e Aquisições na EDP Renováveis), segundo o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Miguel Dias Amaro apresentou a sua renúncia ao cargo na administração da energia no seguimento das novas responsabilidades assumidas na EDP, explica a EDP Renováveis. Já Gabriel Alonso apresentou a demissão “por razões de ordem pessoal”, cessando “igualmente o seu cargo enquanto membro da comissão executiva” na empresa de energias limpas.

“A EDP Renováveis agradece a ambos, Miguel Dias Amaro e Gabriel Alonso, toda a dedicação e valiosos contributos prestados à sociedade”, diz a nota enviada ao mercado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis tem novos administradores após saída de dois gestores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião