Cristas coloca “ponto de interrogação” em margem para baixar impostos

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 3 Outubro 2017

Assunção Cristas foi recebida pelo Presidente da República e mostrou preocupação com áreas onde "sistematicamente faltam recursos", como a saúde, educação e segurança.

A líder do CDS-PP transmitiu esta terça-feira ao Presidente da República a sua preocupação com áreas onde “sistematicamente faltam recursos”, como é o caso da Saúde, colocando um “ponto de interrogação” na margem que existe para baixar impostos.

“Esperamos pela apresentação do Orçamento de Estado no Parlamento, mas sinalizei a preocupação que temos sentido com muitas áreas onde sistematicamente faltam recursos, a saúde é talvez a mais visível, mas a área da educação, a área dos transportes públicos, a área da segurança, e portanto eu coloco sempre um ponto de interrogação quando se fala de margem para baixar muitos impostos, mas nós esperamos aquilo que o Governo tem para apresentar no Parlamento para também fazermos as nossas escolhas nesta matéria”, disse Assunção Cristas no final da reunião com Marcelo Rebelo de Sousa.

Quanto aos resultados das eleições autárquicas, Assunção Cristas diz que o partido contribuiu “muito significativamente” para retirar a maioria absoluta ao PS. “Vamos ser uma oposição certamente muito atenta, muito fiscalizadora, muito firme mas sempre muito construtiva”, adiantou.

Marcelo Rebelo de Sousa começou ontem a receber os partidos políticos, antes de conhecida a proposta de Orçamento do Estado. PS, PSD e Bloco de Esquerda já foram recebidos na segunda-feira.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Cristas coloca “ponto de interrogação” em margem para baixar impostos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião