De Presidente a mentor. Hollande tem um novo trabalho

  • ECO
  • 10 Outubro 2017

No seu primeiro ano como Presidente, Hollande tentou cortar as asas aos empreendedores, mas cedo aprendeu que mais vale juntar-se à festa. Agora está mais perto do que nunca do coração do ecossistema.

A vontade de fazer de França a “nação startup” é de Macron, mas Hollande também está a dar uma mãozinha. Depois de ter sido substituído na presidência francesa pelo seu antigo ministro da economia, François Hollande passa agora parte das suas segundas-feiras como mentor, na Station F, uma incubadora de startups suportada pelo milionário Xavier Niel.

“A tecnologia foi uma das minhas prioridades enquanto Presidente — faz sentido que esteja aqui”, sublinhou o político, citado pela Bloomberg. Durante algumas horas por semana, os empreendedores têm tido, assim, a possibilidade de conversar com o ex-Presidente. Crescimento, estratégia e financiamento são as áreas em que recebem orientação, sobretudo no que toca ao setor público. Hollande acrescenta, por isso, que “o que os empreendedores mais precisam não é de dinheiro, mas de alguém que os guie”.

No centro de Paris, a movimentação gerada Station F é apenas um dos sinais de um “ecossistema em florescimento a nível internacional”. Na primeira metade do ano, o Reino Unido foi superado por França, no que diz respeito ao levantamento de capital de risco, reporta o relatório da Dealroom.

François Hollande anda agora de mãos dadas com a inovação e no próximo mês visitará mesmo Lisboa para a Web Summit, conferência anual sobre tecnologia, mas a sua relação com o empreendedorismo nem sempre foi o melhor. Enquanto Emmanuel Macron, enquanto ministro da Economia, ajudava a promover a Station F, o ex-Presidente francês tentava lançar impostos sobre os milionários, uma medida que segundo o atual líder francês transformaria França numa “Cuba sem Sol”.

O diploma não foi em frente e Hollande cedo aprendeu a lição, acabando durante o seu mandato por aliviar a carga fiscal para a investigação, bem como por investir em campanhas para atrair talento e investidores para França.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

De Presidente a mentor. Hollande tem um novo trabalho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião