Ministra da Administração Interna demite-se

Constança Urbano de Sousa apresentou a demissão do cargo de ministra da Administração Interna na sequência das mortes provocadas pelos incêndios de outubro.

Constança Urbano de Sousa apresentou a demissão do cargo de ministra da Administração Interna na sequência das mortes provocadas pelos incêndios de outubro. António Costa diz que “não podia recusar” o pedido de demissão.

“A ministra da Administração Interna apresentou-me formalmente o seu pedido de demissão em termos que não posso recusar”, refere o comunicado oficial do primeiro-ministro.

“Quero publicamente agradecer à Professora Doutora Constança Urbano de Sousa a dedicação e empenho com que serviu o país no desempenho das suas funções”, conclui o mesmo documento.

A demissão da ministra surge depois de ter sido avançada a possibilidade de o secretário de Estado da Administração Interna ter pedido a demissão, informação que o Governo rapidamente desmentiu. Não saiu o secretário de Estado, demitiu-se a ministra.

Constança Urbano de Sousa tem sido alvo de críticas pela sua atuação nos incêndios. Primeiro o de Pedrógão Grande que causou 64 vítimas mortais, depois nos incêndios de domingo onde morreram mais 41.

Esta terça-feira, depois da pressão dos vários quadrantes políticos, foi a vez do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, dizer a António Costa que deveria repensar a permanência da ministra no cargo.

O Presidente da República “pode e deve dizer que abrir um novo ciclo, inevitavelmente, obrigará o Governo a ponderar o quê, quem, como e quando melhor serve esse ciclo”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

Depois dos recados de terça-feira à noite, Marcelo Rebelo de Sousa vai receber o primeiro-ministro, em Belém, depois do debate quinzenal, avança a TSF. O encontro já estava agendado antes da demissão de Constança Urbano de Sousa. Também o CDS e o PCP serão recebidos esta noite pelo Presidente.

(Notícia atualizada às 13h13)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ministra da Administração Interna demite-se

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião