Juncker critica lentidão de Bruxelas na ajuda aos incêndios de Portugal

A discursar no Parlamento Europeu, o presidente da Comissão Europeia deixou críticas à ação do organismo que lidera. Em causa está a resposta lenta aos incêndios que deflagraram em Portugal.

Jean-Claude Juncker quer que Bruxelas seja mais rápida na resposta aos incêndios. “Temos de acelerar o processo”, pediu o presidente da Comissão Europeia esta terça-feira, num discurso no Parlamento Europeu.

“Não é normal que, quando um incêndio se declara num domingo de manhã em Portugal, tenhamos de esperar até quarta-feira à noite para ver chegar o primeiro avião de ajuda europeu”, afirmou Juncker. Em resposta a esta dificuldade, Jean-Claude Juncker encarregou o comissário europeu da Ajuda Humanitária de refletir sobre uma “remodelação” e uma “nova articulação” dos mecanismos de proteção civil, “que não estão a funcionar a cem por cento”.

Apesar da crítica, o presidente do executivo europeu garantiu que serão ativados os mecanismos do Fundo Europeu de Solidariedade para Portugal. “Iremos ativar, após verificar a sua aplicabilidade, todos os mecanismos do Fundo Europeu de Solidariedade para Portugal, Espanha e os três países bálticos”, assegurou.

No início do seu discurso, Juncker tinha deixado uma palavra de solidariedade por causa dos “terríveis incêndios [que] chocaram-nos e interpelaram-nos”. “Gostaria, em primeiro lugar, de relembrar o nosso sentido de solidariedade para com a tragédia que Portugal e Espanha acabaram de atravessar”, começou por dizer.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Juncker critica lentidão de Bruxelas na ajuda aos incêndios de Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião