Tribunais portugueses são os mais entupidos com cobranças na UE

  • ECO
  • 25 Outubro 2017

Portugal assume a liderança na taxa de congestão de processos civis, sendo estes, na sua maioria, casos de cobranças de dívidas.

Na União Europeia, Portugal está à frente no que diz respeito à taxa de congestão de processos civis, sendo estes, na sua maioria, casos de cobranças de dívidas. Os dados são da Pordata Europa e mostram que, em 2015, Portugal apresentava uma taxa de congestão de 214%.

Como destaca esta quarta-feira o jornal Público (acesso condicionado), Portugal já assume a dianteira na congestão de processos civis desde 2008, sendo que apenas em 2004 foi exceção. Em 2015, há também uma grande discrepância entre o primeiro e o segundo país a surgir no ranking com a Grécia a apresentar uma taxa de congestão de processos civis de 105%.

A taxa de eficácia dos tribunais portugueses tem registado melhorias, com os processos tanto criminais como civis a avançarem cada vez mais depressa. Ainda assim, ainda existiam 1.136.292 processos pendentes nos tribunais a 31 de dezembro de 2016.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Tribunais portugueses são os mais entupidos com cobranças na UE

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião