Já pode receber as encomendas da Amazon mesmo sem estar em casa

O serviço Amazon Key vai permitir que uma encomenda seja deixada dentro de sua casa mesmo que não esteja lá. Através da aplicação o distribuidor vai conseguir entrar, ao mesmo tempo que vê tudo.

A Amazon volta a revolucionar o mercado do comércio eletrónico, desta vez também do correio tradicional. Sempre que encomendar algo na gigante norte-americana, não se preocupe se não estiver em casa: a encomenda vai lá estar quando chegar. Como? Através do novo serviço Amazon Key.

A gigante do e-commerce não se cansa de “inventar” e, desta vez, trouxe uma revolução para as compras online e a solução para quem nunca está em casa na hora de receber a encomenda. O novo serviço da Amazon, o Amazon Key, foi anunciado esta quarta-feira e vai permitir aos distribuidores deixar a encomenda no interior da casa do destinatário, através de um equipamento especial que conseguirá abrir a porta.

Para usufruir do serviço tem de ser membro do Amazon Prime e possuir esse tal equipamento especial, composto por uma câmara de segurança diretamente projetada para o efeito e uma fechadura especial. E o modo de funcionamento é tão fácil que se vai perguntar como é que ninguém pensou nisto antes.

Como funciona?

Na hora de efetuar a sua compra online, selecione o modo de envio “normal” mas, no modo de entrega, “Amazon Key”. No dia da entrega irá receber uma mensagem de aviso, com uma estimativa da hora de chegada. Por fim, receberá uma notificação com o aviso “a chegar agora”. Mesmo antes de tentar pelo sistema, o distribuidor vai bater à porta para se certificar se está alguém em casa. É aqui que a tecnologia começa a fazer efeito.

O distribuidor vai destrancar a fechadura remotamente, através da aplicação, e abrir a porta, ativando de imediato a câmara para que o destinatário consiga controlar a entrega, mesmo que esteja longe. Não há códigos nem chaves de casa. A encomenda é colocada no interior de sua casa e o distribuidor volta a sair, trancando remotamente a porta.

Após este processo, o destinatário receberá uma notificação de que a entrega foi concluída. Terá ainda acesso a informações como a hora exata de abertura da porta, assim como a hora exata de fecho. Poderá ainda bloquear o acesso através de um botão na aplicação, a qualquer momento. A Amazon garante que todos os seus distribuidores passam por testes de segurança e confiança, de modo a garantir que não existem problemas na entrega. A empresa não recomenda que os destinatários tenham animais de estimação, para evitar problemas com os seus distribuidores na hora da entrega. O serviço não tem qualquer custo extra: o lançamento está marcado para 8 de novembro e vai estar disponível em 37 cidades.

Veja como funciona o processo:

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Já pode receber as encomendas da Amazon mesmo sem estar em casa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião