Municípios catalães organizam proclamações simbólicas da independência e da República

  • ECO
  • 26 Outubro 2017

As praças de dez municípios na Catalunha foram palco de uma ação simbólica com vista à detenção da "suspensão da autonomia" da região.

Enquanto a aplicação do artigo 155 não avança e as conversações entre Puigdemont e Madrid não se desenrolam, os catalães pró-independência procuram outras formas de desatar relações com Espanha. Na noite de quarta-feira, cerca de dez municípios catalães proclamaram simbolicamente a independência da comunidade e proclamaram a República. As ações simbólicas contaram com o apoio dos comités de defesa do referendo e pela auto-organizada Asamblea Pagesa. A notícia é avançada pelo El Confidencial esta quinta-feira.

Numa moção distribuída na passada segunda-feira entre as várias câmaras municipais, a Associação de Municípios pela Independência (AMI) e a Associação Catalã de Municípios (ACM) reivindicam uma “repressão e um corte de direitos” por parte do Executivo de Rajoy. Entre os vários direitos atacados, o documento condena “a censura de internet e meios de comunicação, a violação de correspondência, as detenções de cargos públicos, disputas e processos judiciais contra o Governo, a Mesa do Parlamento e mais de 700 autarcas”. A moção contesta ainda a “brutal violência policial” contra a população no passado dia 1 de outubro.

Neste sentido, as entidades pretendem mostrar apoio ao Governo e ao parlamento catalães, fazer cumprir com a Lei do Referendo e a Lei da Transitoriedade Jurídica e Fundacional da República, e evitar “a suspensão da autonomia da Catalunha”.

Ao contrário dos referendos simbólicos levados a cabo por alguns municípios da região em 2010, as declarações que foram lidas nas praças das várias localidades proclamam uma independência.

"A 1 de outubro renascemos como povo e dizemos que sim à independência política e económica desta terra. Por isso, vizinhos e vizinhas deste povo reunidos, hoje e aqui, proclamamos livremente, de coração e aos gritos, a república independente da Catalunha.”

Declaração simbólica da independência da Catalunha.

As declarações foram lidas nos municípios de Bellpuig, Artesa de Segre, La Sentiu de Sió, Vilanova de Meià, Belianes, Sant Climent de Taull e Maldà. Se o Parlamento catalão não avançar com uma proclamação simbólica na sessão desta quinta-feira, fontes contactadas pelo mesmo jornal pretendem avançar com mais proclamações locais do mesmo género. “Levaremos nós, povo a povo, para que se cumpra o mandato popular de 1 de outubro”, avisam.

No Twitter o movimento recebeu a hashtag #RepúblicaPobleaPoble, através da qual têm sido publicados vídeos e fotografias das ações que tomaram praças por alguns concelhos da comunidade catalã.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Municípios catalães organizam proclamações simbólicas da independência e da República

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião