Twitter manipula número de utilizadores desde 2014

  • Juliana Nogueira Santos
  • 26 Outubro 2017

A empresa tem incluído no seu número de utilizadores mensais ativos os que são de aplicações de terceiros. Esta descoberta surge no trimestre em que os resultados parecem ter ganho outro fôlego.

Numa altura em que as estatísticas têm sido uma das maiores preocupações da Twitter, a canção do pássaro parece cada vez menos melodiosa. Esta quinta-feira, ao terem sido divulgados os resultados do terceiro trimestre do ano, a tecnológica admitiu que tem manipulado os números relativos aos utilizadores mensais desde 2014.

“Descobrimos que desde o quarto trimestre de 2014 temos incluído os utilizadores das aplicações de terceiros nos utilizadores mensais ativos do Twitter que não devem ser considerados como tal”, afirma o Twitter no seu relatório trimestral. Após ajustamentos — que, segundo a empresa, só podem ser feitos a partir o quarto trimestre de 2016 –, a rede social tem registado números de um a dois milhões abaixo do que tem divulgado.

Se o segundo semestre do ano tinha ficado marcado pela impossibilidade de a rede social acrescentar utilizadores, tendo mantido os 328 milhões de utilizadores mensais ativos do primeiro semestres, na realidade o Twitter perdeu cerca de um milhão de utilizadores, após ajustamentos. De março a junho, a rede social teve 326 milhões de utilizadores mensais ativos.

Os utilizadores que estavam a ser erradamente contabilizados utilizavam a ferramenta Digits, que permite utilizar autenticações através de SMS em plataformas compatíveis. Como esta utilizava “os sistemas da Twitter” estava a ser contabilizada como atividade na rede, justifica assim a tecnológica liderada por Jack Dorsey.

Trimestre de mudança?

Ainda que as contas tenham andado a ser mal feitas nos últimos três anos, a empresa conseguiu detetar o erro num dos trimestre mais bem-sucedidos dos últimos tempo — tanto que até bateu as expectativas dos analistas. Assim, no terceiro trimestre do ano os utilizadores mensais ativos aumentaram 4% face ao trimestre anterior para os 330 milhões. Este avanço foi justificado com as melhorias feitas na interface para se tornar mais intuitiva e abrangente.

Este trimestre fizemos progressos em três áreas chave do nosso negócio: aumentámos a nossa audiência e as interações, conseguimos voltar a uma trajetória de aumento de receitas e alcançámos um recorde de rentabilidade.

Jack Dorsey

Fundador e CEO do Twitter

Relativamente ao mesmo trimestre do ano passado, os utilizadores diários ativos aumentaram 14%, mas os números concretos não foram divulgados pois a empresa acredita que isso levaria a comparações injustas com os seus concorrentes, que apresentam números muito consistentes.

A empresa dos 140 carateres (ou dos 240 para alguns) também conseguiu reduzir as perdas para 21,1 milhões de dólares e conseguiu registar receitas acima das esperadas pelos analistas: estes apontavam para 587,5 milhões, mas a empresa registou 589,6 milhões. Traduz-se, ainda assim, numa diminuição de 4,3% face ao mesmo período do ano anterior.

“Este trimestre fizemos progressos em três áreas chave do nosso negócio: aumentámos a nossa audiência e as interações, conseguimos voltar a uma trajetória de aumento de receitas e alcançámos um recorde de rentabilidade”, afirmou Jack Dorsey, fundador e CEO da empresa, em comunicado.

(Notícia atualizada às 14h10 com mais informação)

Comentários ({{ total }})

Twitter manipula número de utilizadores desde 2014

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião