Lisboa acelera à boleia do BCP e da Galp

Após um arranque de sessão em que foi condicionado pelo recuo das ações da EDP e da EDP Renováveis, o PSI-20 soma e segue puxado pelo BCP e pela Galp Energia. Resultados animam.

A praça bolsista lisboeta segue em alta pela terceira sessão consecutiva, após um arranque em que foi condicionada pelo deslize dos títulos da EDP e da EDP Renováveis. O PSI-20 está a ser impulsionado pelo BCP e pela Galp Energia. As ações da petrolífera estão a ser puxadas pelos resultados positivos, acontecendo o mesmo com o BCP que viu o resultado da sua unidade polaca crescerem no mesmo período. Ambos os títulos ganham 1%.

O PSI-20 segue a valorizar 0,2%, para os 5.419,45 pontos, com dez dos seus 18 títulos positivos, mas apoiado sobretudo no avanço das ações do BCP e da Galp Energia. As ações do banco liderado por Nuno Amado valorizam 0,97%, para os 24,99 cêntimos, animado pelos resultados do Bank Millennium. O banco do BCP na Polónio viu os seus lucros baterem as estimativas nos primeiros nove meses do ano. O Banco polaco registou lucros de 502 milhões de zlotys (117,8 milhões de euros), naquele período anunciou o BCP em comunicado.

Já a Galp Energia anunciou antes da abertura do mercado que os seus lucros cresceram 45%, para 166 milhões de euros, no terceiro trimestre. No balanço dos nove primeiros meses do ano, a petrolífera viu o seu resultado líquido aumentar em 15%, para 416 milhões de euros. As ações d Galp energia estão a reagir positivamente, sendo que seguem a ganhar 1,03%, para os 15,76 euros.

Em contraciclo, destaque para o grupo EDP. As ações da EDP recuam 0,4%, para os 3,01 euros, no dia em que a elétrica liderada por António Mexia anunciou ao mercado que contratou uma linha de crédito de 3,3 mil milhões de euros pelo prazo de cinco anos, extensível por dois anos adicionais. “A nova linha de crédito substitui uma linha de 3.150.000.000 euros contratada pela EDP em 2014 com 21 bancos e que vencia em junho de 2019, mantendo o seu propósito: suporte de liquidez do grupo”, esclarece a empresa no mesmo comunicado. Por sua vez, a EDP renováveis perde 0,58%, para os 7,049 euros por ação.

(Notícia atualizada às 8h30 com novas cotações e mas informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lisboa acelera à boleia do BCP e da Galp

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião