Turistas gastaram 17 milhões por dia só no verão

Entre julho e setembro deste ano, foram realizadas em Portugal 23,5 milhões de operações com cartões de pagamento emitidos no estrangeiro, no valor total de 1.586 milhões de euros.

O turismo continua a bater recordes e os gastos dos turistas também. Só nos meses de verão, as compras realizadas em Portugal com cartões emitidos no estrangeiro ultrapassaram os 1,5 mil milhões de euros, o valor mais alto de sempre, segundo os dados divulgados, esta terça-feira, pelo Banco de Portugal.

“As compras realizadas em Portugal com cartões de pagamento emitidos no estrangeiro têm vindo a crescer, especialmente desde 2015”, refere a nota emitida pelo Banco de Portugal. Entre julho e setembro deste ano, foram realizadas 23,5 milhões de operações com cartões de pagamento emitidos no estrangeiro, no montante total de 1.586 milhões de euros, valores que representam “máximos históricos”, indica o regulador.

Feitas as contas, nestes três meses, os estrangeiros deixaram 17,2 milhões de euros, por dia, em Portugal.

Cada compra realizada com cartões estrangeiros totalizou, em média, 67,54 euros. França e Reino Unido foram os mercados que mais gastaram. Os 6,4 milhões de operações realizadas com cartões emitidos em França totalizaram 339 milhões de euros, enquanto os britânicos fizeram 3,4 milhões de operações e gastaram 348 milhões de euros.

Depois destes dois países, Espanha, Alemanha, Holanda e Estados Unidos são os que mais gastaram em Portugal durante este verão.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Turistas gastaram 17 milhões por dia só no verão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião