Paddy pede desculpa aos portugueses pelo jantar no Panteão. “Sou irlandês”, escreveu no Twitter

A partir da sua conta de Twitter, CEO do Web Summit pede desculpa e garante que realização do jantar no Panteão Nacional não tinha como objetivo ofender ninguém.

Depois das reações de Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, que criticaram a realização do jantar de f.ounders pós Web Summit no Panteão Nacional, na noite de sexta-feira, foi a vez do CEO do evento pedir desculpa.

Paddy Cosgrave lamentou, através da sua conta de Twitter, as reações adversas à escolha do local do evento e desculpou-se publicamente. “Querido Portugal, peço desculpa. Sou irlandês”, sublinhou o CEO do Web Summit.

“Culturalmente, temos uma posição diferente em relação à morte. Celebramo-la. E isso faz daquilo que aconteceu a postura correta quando estamos em Portugal. Gosto deste país como uma segunda casa, e nunca procurei ofender os maiores heróis do passado de Portugal”, acrescentou.

O ECO quer agora saber qual é a opinião dos seus leitores a propósito deste tema:

Comentários ({{ total }})

Paddy pede desculpa aos portugueses pelo jantar no Panteão. “Sou irlandês”, escreveu no Twitter

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião