Seca: custos de produção de eletricidade sobem mais de 50%

  • ECO
  • 22 Novembro 2017

A substituição da energia hídrica por energia térmica tem impactos económicos e ambientais, aponta a EDP. Não só aumentam os custos de produção como também os níveis de CO2.

A seca dita que se poupe a água nas albufeiras, afetando assim a produção de energia hídrica. A alternativa, energias fósseis, dita um aumento dos custos de produção acima dos 50% para além de causar danos ambientais.

A EDP está a produzir significativamente menos energia hídrica. A energética produziu menos 40% em comparação homóloga. Isto é o mesmo que metade do valor de um ano médio. O responsável da produção de energia hídrica da EDP, Vítor Silva, revelou os números em entrevista à Antena 1.

Para compensar as quebras na produção de energia hídrica, duplicou a produção a partir de carvão e gás natural. Como consequência, o custo médio da eletricidade vendida subiu 53% em comparação com os nove primeiros meses de 2016, revelam as contas da EDP. Em termos de impacte ambiental, a empresa regista um aumento de cerca de 40% nas emissões de CO2 na Península Ibérica.

A albufeira de Castelo de Bode tem um armazenamento “confortável para a situação em que vivemos” porque foi limitado o funcionamento da central. A Aguieira, que abastece grande parte da região centro, é um dos casos em que o armazenamento é mais baixo — mas é desta Albufeira que está a ser levada a água até Fagilde.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Seca: custos de produção de eletricidade sobem mais de 50%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião