A manhã num minuto

  • Rita Frade
  • 28 Novembro 2017

Não sabe o que se passou durante a manhã? Não faz mal. Fizemos um vídeo que reúne as notícias mais relevantes, num minuto.

A manhã desta terça-feira ficou marcada pela previsão de um crescimento do PIB português em 2018, por parte da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), e pela união dos maiores partidos políticos do Porto, para exigir uma clarificação da situação do Infarmed.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) alerta, no Economic Outlook de novembro, que a economia portuguesa será “particularmente” desafiada, caso exista um impacto externo. A Organização diz que há uma reduzida capacidade de suportar um choque económico.

No Porto, os maiores partidos políticos unem-se a Rui Moreira e exigem uma clarificação da situação. O tema vai mesmo marcar a reunião camarária que tem lugar esta terça-feira. O ECO sabe que é intenção da autarquia fazer um documento conjunto entre os principais partidos políticos a endurecer a posição e, deixando claro que o Porto não vai aceitar “meias decisões”.

O líder parlamentar do PS, Carlos César, afirma que o Partido Socialista mudou de posição sobre a proposta do Bloco de alagar a CESE às empresas de renováveis tal como “todos os partidos políticos mudaram de posições de voto dezenas de vezes”. Reforça, ainda, que não está “refém de nenhum lóbi”.

O preço a que os bancos avaliam as casas na hora de concederem crédito à habitação não para de aumentar. Em outubro, o valor da avaliação bancária atingiu um novo máximo de maio de 2011. O rumo deste indicador acompanha a tendência de subida dos preços das casas em Portugal.

O serviço da UberEATS, considerado a “galinha dos ovos de ouro” da empresa multinacional, chega a Lisboa esta terça-feira. A entrega das refeições, feita num período máximo de trinta minutos, contempla uma área de serviço entre Alcântara e a Penha de França, e desde a Baixa a Telheiras.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

A manhã num minuto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião