Pedro Marques quer consensos para o Portugal 2030

  • ECO
  • 28 Novembro 2017

"A nossa perspetiva é que os grandes investimentos venham a ser aprovados por uma maioria de dois terços precisamente para que não sejam rasgados numa nova legislatura", disse o ministro.

Pedro Marques, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, espera que os investimentos para o Portugal 2030 e para o Programa Nacional de Investimentos sejam aprovados por uma larga maioria parlamentar, para garantir o seu prolongamento através de legislaturas, segundo explicou ao Diário de Notícias/Dinheiro Vivo.

Numa entrevista ao jornal, Pedro Marques explicou que a perspetiva do Governo “é que os grandes investimentos venham a ser aprovados por uma maioria de dois terços precisamente para que não sejam rasgados numa nova legislatura”. De que investimentos fala o ministro? Daqueles previstos para a preparação do plano Portugal 2030 e do Programa Nacional de Investimentos.

O debate para preparar estes programas deverá prolongar-se ainda através de 2018 e 2019. “No primeiro semestre de 2018 é muito importante que o país alinhe o mais possível as suas prioridades estratégicas, porque as negociações já sustentadas em propostas mais concretas da Comissão Europeia sobre o próximo quadro financeiro plurianual devem ser apresentadas no final do primeiro semestre de 2018”, afirmou, referindo assim que existe um prazo próximo.

O consenso parlamentar alargado é assim essencial para que “o país seja capaz de gerar consensos em relação a essas grandes prioridade e a esses grandes investimentos para que possam perdurar e para que verdadeiramente sejam as apostas para a década e não apostas circunstanciais deste ou daquele governo”.

“O país já pagou um preço muito caro por essa incapacidade de gerar consensos nestas matérias estruturantes”, acrescentou.

Comentários ({{ total }})

Pedro Marques quer consensos para o Portugal 2030

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião