Míssil norte-coreano não assusta Wall Street. S&P 500 renova máximos

  • ECO
  • 29 Novembro 2017

As ameaças de Pyongyang ainda não abalaram as bolsas norte americanas, que reagem de forma positiva à reforma fiscal de Donald Trump.

As bolsas norte-americanas abriram esta quarta-feira a subir. O otimismo entre os investidores faz-se sentir após os progressos na aprovação da reforma fiscal de Trump entre os senadores, e com algumas pistas de alívio no setor financeiro, anunciadas por Jerome Powell, do comité do Senado. O novo teste nuclear de Pyongyang não está para já a assustar Wall Street.

O S&P 500 continua a apresentar a melhor performance, abrindo a valorizar 0,98% para os 2.627,04 pontos, ainda em máximos históricos. O índice industrial Dow Jones segue a valorizar 0,31% e o tecnológico NASDAQ começa a dar alguns sinais de reversão, tendo iniciado a sessão a cair 0,27%.

O Senado norte-americano tem vindo a dar luz verde na reforma fiscal proposta por Trump, que prevê dar alguma folga na carga fiscal às empresas. O voto final será dado na próxima quinta-feira. Trump prevê que a sua proposta siga em frente, abrindo portas para aquilo que diz ser “o maior [corte de impostos] na história” dos Estados Unidos.

A tarde da passada terça-feira ficou marcada no cenário internacional pelo lançamento de um novo míssil balístico pela Coreia do Norte. Trump diz que vai “tomar conta do assunto” e os investidores ainda não apresentaram grandes preocupações.

Numas das suas últimas aparições enquanto presidente da Fed, Janet Yellen avançou que os ativos se encontram em valores “altos dados os valores históricos, e que as vulnerabilidades no setor financeiro parecem ser moderadas”.

Quanto à mais recente revisão do crescimento da economia norte-americana, o PIB cresceu 3,3%, acima dos 3% estimados anteriormente.

Comentários ({{ total }})

Míssil norte-coreano não assusta Wall Street. S&P 500 renova máximos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião