Catalunha: Junqueras continua preso, tribunal decide que seis podem sair sob caução

  • ECO
  • 4 Dezembro 2017

Tribunal Supremo decidiu manter Oriel Junqueras, e outros três elementos, presos. Ex-vice-presidente da Generalitat não poderá assim fazer campanha fora da prisão.

Oriol Junqueras, ex-vice-presidente da Generalitat, vai continuar preso e, assim, não poderá fazer campanha fora da prisão. A decisão do juiz do Tribunal Supremo estende-se ainda ao ex-ministro do Interior e a outros dois responsáveis.

Outros seis elementos do antigo Executivo podem ser libertados sob caução de cem mil euros, indica a imprensa espanhola.

Junqueras é o número um da lista da ERC às eleições catalãs agendadas para 21 de dezembro. Com a decisão do juiz Pablo Llarena, o antigo governante catalão, não poderá fazer campanha fora da prisão. Joaquim Forn, ex-ministro do Interior, Jordi Sànchez, presidente da Assembleia Nacional Catalã, e Jordi Cuixart, presidente da Òmnium Cultural, também continuam presos, diz o El País. O juiz justifica a manutenção da medida de prisão não com o risco de fuga mas sim de delito reiterado.

“Os seus casos estão diretamente ligados a uma explosão de violência que, a repetir-se, não deixam margem para corrigir ou satisfazer aqueles que foram envolvidos nela”, considerou o juiz Pablo Llarena.

Outros seis ex-ministros — Raül Romeva, Carles Mundó, Dolors Bassa, Meritxell Borràs, Josep Rull y Jordi Turull — poderão sair da prisão sob fiança de 100 mil euros. Estarão depois sujeitos a apresentações semanais, e não poderão sair de Espanha.

(notícia atualizada)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Catalunha: Junqueras continua preso, tribunal decide que seis podem sair sob caução

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião