EDP Renováveis vai produzir energia no Canadá

  • Lusa e ECO
  • 14 Dezembro 2017

Sharp Hills Wind Farm é o projeto de energia eólica que a portuguesa EDP Renováveis ganhou em leilão, na região de Alberta, no Canadá.

A EDP Renováveis (EDPR) informou esta quinta-feira ter vencido um leilão de longo prazo para 284,4 megawatts (MW) na região canadiana de Alberta, segundo um comunicado divulgado através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A subsidiária EDP Renewables Canada Ltd garantiu o projeto Sharp Hills Wind Farm, cuja operação comercial deverá iniciar-se em dezembro de 2019, segundo um “Renewable Energy Support Agreement (“RESA”), para a entrega de 248,4 MW de capacidade eólica ‘onshore’”.

Segundo as condições do leilão, a eletricidade gerada neste projeto “será vendida no mercado e se o preço de mercado for inferior ao preço de referência assegurado no leilão, a diferença será garantida pela Alberta Electricity System Operator”.

No comunicado, a EDPR notou que esta vitória “reforça o seu perfil de baixo risco e a sua estratégia de crescimento baseada no desenvolvimento de projetos competitivos com visibilidade de longo‐prazo”.

A EDP já tinha revelado no mês passado que em 2018 irá construir dois parques eólicos em Portugal. Na altura, Manso Neto disse à Lusa que “o investimento é um pouco mais [do que estava previsto], para aí de 60 milhões de euros”, já que “os dois parques juntos terão cerca de 50 megawatts”. Ainda em setembro, a subsidiária da EDP ganhou também um contrato no Reino Unido que lhe vai permitir fornecer 950 MW de energia, durante 15 anos, a partir de um parque eólico no mar.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis vai produzir energia no Canadá

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião