Alitália à venda. Governo italiano quer que empresa aceite “rapidamente” uma das ofertas

  • Lusa
  • 15 Janeiro 2018

Lufthansa, EasyJet e Cerberus querem comprar a Alitália. Esta segunda-feira, os administradores da empresa foram instados pelo Governo italiano a aceitarem "rapidamente" uma oferta.

O Governo italiano instou os administradores da companhia aérea Alitália a optarem “rapidamente” por uma oferta de compra “credível”. Os ministros do Desenvolvimento Económico, Carlo Calendra e dos Transportes, Graziano Delrio estiveram esta segunda-feira reunidos com três comissários extraordinários, Luigi Gubitosi, Enrico Laghi e Stefano Paleari, para discutir a venda da companhia.

No final da reunião, foi emitido um comunicado, que relatava que os ministros “deram instruções para que os comissários escolhessem rapidamente uma oferta sólida e credível”. Porém, os representantes da Alitália defenderam que as propostas “devem ser estudadas em profundidade, antes de se proceder a uma negociação”.

Os comissários acrescentaram ainda que preveem divulgar as receitas da companhia durante o primeiro trimestre deste ano, sublinhando que o empréstimo de 600 milhões de euros, disponibilizado pelo Governo para garantir o funcionamento da companhia não foi “substancialmente gasto”.

A empresa recebeu três propostas de compra por parte da Lufthansa, da EasyJet e do fundo de capital privado Cerberus. A 24 de agosto, o presidente executivo da Ryanair, Michael O’Leary, confirmou ter a intenção de fazer uma oferta pela Alitalia, tendo, mais tarde, recuado, alegando o intuito de eliminar todas as “distrações” para se concentrar nos problemas com o calendário de inverno da companhia de baixo custo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alitália à venda. Governo italiano quer que empresa aceite “rapidamente” uma das ofertas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião