Rio adia decisão sobre Hugo Soares para depois do congresso

O novo presidente do PSD é cauteloso quanto ao futuro da liderança parlamentar. Na primeira entrevista que dá após ter ganho as diretas internas, Rio diz à RTP que até dia 18 é Passos quem manda.

O recém-eleito presidente do PSD diz que “respeita” a presidência de Pedro Passos Coelho até ao último dia, ou seja, 18 de fevereiro, altura em que serão eleitos os novos órgãos sociais do partido no congresso nacional. Em entrevista à RTP, Rui Rio assegurou que só depois de falar com Passos Coelho e Hugo Soares, o atual líder da bancada do PSD e apoiante de Pedro Santana Lopes, é que irá tomar uma decisão relativamente ao grupo parlamentar.

Na primeira entrevista após ter sido eleito pelos militantes do PSD, Rio defende que a transição tem de ser feita “com unidade, mas seguramente sem hipocrisia”. “A unidade constrói-se parte a parte, do lado de quem ganhou e do lado de quem perdeu”, afirmou o ex-autarca do Porto, pedindo “calma” nas decisões. Rui Rio quer que o processo decorra “sem precipitações”.

O sucessor de Pedro Passos Coelho refere que esta é uma “direção do grupo parlamentar da confiança” do ex-primeiro-ministro, mas garante que o vai respeitar “até ao último dia”. O congresso nacional dos social-democratas decorre de 16 a 18 de fevereiro e servirá para eleger a nova comissão política nacional e o novo conselho nacional.

Já Hugo Soares disse esta terça-feira, à porta do grupo parlamentar do PSD, que já felicitou Rui Rio pela eleição. Os dois combinaram falar novamente “quando houver ocasião”. “Conforme combinado com o doutor Rui Rio nesse mesmo sábado [dia da eleição] teremos ocasião de falar sobre o resto dos temas que importam ao Parlamento”, afirmou o atual líder parlamentar eleito no verão passado, em declarações à Lusa, não referindo quando será a reunião e se irá ou não colocar o seu lugar à disposição, como já sugeriram Marques Mendes e José Eduardo Martins.

“Julgo que o que se impõe é que Hugo Soares ponha de imediato o lugar à disposição para que o líder do partido pondere e dê um sinal: se quer mantê-lo ou se quer substituí-lo”, afirmou Marques Mendes este domingo no seu espaço de comentário na SIC. Já José Eduardo Martins disse na noite de sábado, em declarações à TSF, que Soares devia colocar o seu lugar à disposição, lançando o nome de António Leitão Amaro para o substituir. Esta segunda-feira, o deputado rejeitou essa hipótese.

Esta segunda-feira Rui Rio enviou uma mensagem aos militantes para dar um “um grande sinal de unidade”. “Hoje, estamos mais unidos e mais fortes para iniciar um novo ciclo político no partido e no país“, escreveu o novo presidente do PSD, segundo a Lusa. Nesse texto Rio pede aos militantes que enviem os seus contributos até ao congresso nacional assim como pedidos de esclarecimento.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rio adia decisão sobre Hugo Soares para depois do congresso

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião