Será esta a maior onda da Nazaré? Foi surfada por um português

  • Juliana Nogueira Santos
  • 19 Janeiro 2018

Os dias do recorde de McNamara parecem estar contados. Nau surfou uma onda na Nazaré que muitos apontam para que tenha 35 metros.

Em 2011, Garrett McNamara selou a sua entrada para o livro do Guinness ao surfar uma onde de quase 24 metros na Nazaré. Mas os dias desse recorde nacional parecem estar contados.

Esta quinta-feira, Hugo Vau, surfista português, entrou no Atlântico e acabou a desafiar a “Big Mama”, aquela que é considerada a maior onda a formar-se na Praia do Norte, na Nazaré. Contas não oficiais apontam para os 35 metros, mais nove do que a surfada por McNamara.

O momento foi gravado pela World Surf League (WSL), que a colocou diretamente na lista de nomeados a ganhar o prémio de “Ride of the Year 2018”.

No vídeo, pode ver-se a silhueta de Nau, por entre uma mistura de nevoeiro e água. A onda vai subindo, imponente, até criar uma parede que muitos apontam que chegue para destronar McNamara.

"Tinha perfeita noção que pela formação que ela estava a ter ia ser uma onda muito poderosa e com uma forma de rebentar muito peculiar.”

Hugo Nau

Surfista, em declarações à SIC

À SIC, o desportista contou que são precisas condições atmosféricas específicas para que ondas deste tipo se formem. Os avisos de ventos fortes e ondas gigantes levaram os amantes do surf para a icónica praia do Oeste, que tem atraído centenas de desportistas nacional e internacionais e milhares de espetadores.

“Tinha perfeita noção que pela formação que ela estava a ter ia ser uma onda muito poderosa e com uma forma de rebentar muito peculiar”, contou o surfista à televisão, afirmando que a sua equipa esteve cerca de três horas à espera para que as condições se formassem.

Esta vai agora ser analisada pela WSL, que vai fazer a medição, e provavelmente pelo comité dos recordes do Guinness.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Será esta a maior onda da Nazaré? Foi surfada por um português

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião