IFRRU 2020 já está a financiar reabilitação urbana. Primeiro projeto pronto até junho

  • ECO
  • 22 Janeiro 2018

O primeiro projeto de reabilitação no âmbito do IFRRU 2020 fica em Santa Maria Maior, no Funchal, e vai custar 645 mil euros.

O Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas (IFRRU), criado no âmbito do Portugal 2020 e lançado no final do ano passado, já está a atribuir financiamentos. O primeiro projeto de reabilitação urbana a ser financiado fica em Santa Maria Maior, no Funchal, e vai custar 645 mil euros. Deverá ficar concluído no final do primeiro semestre deste ano.

A informação foi avançada, esta segunda-feira, pelo Santander Totta, o banco que financia este projeto. O IFRRU 2020 disponibiliza um total de 1,4 mil milhões de euros para intervenções que se destinem à reabilitação integral de edifícios com idade igual ou superior a 30 anos, de espaços e unidades industriais abandonadas ou ainda a intervenções em frações privadas inseridas em edifícios de habitação social, que sejam alvo de reabilitação integral.

O instrumento financeiro permite empréstimos em condições mais vantajosas do que as que são oferecidas no mercado (em termos de taxas de juro, maturidades e períodos de carência) e, do montante total, 700 milhões provêm de fundos públicos (nacionais e comunitários) e os restantes 700 milhões são disponibilizados por três bancos (Santander Totta, BPI, Millennium BCP).

Em comunicado, o Totta explica que vai ser feita a “reabilitação integral de um edifício localizado na freguesia de Santa Maria Maior, no Funchal“.

O banco explica ainda as condições oferecidas nesta linha de financiamento: “A título de exemplo, para uma operação de um milhão de euros, o spread médio passa de 2,5% para 1,3%; e a comissão inicial passa a ser de 0,65% (do capital) para empresas e de 1% (do capital) para particulares, uma redução de 39% e de 17%, respetivamente”.

Os montantes de financiamento podem ir até 20 milhões de euros, com prazos alargados — maturidade a 20 anos para arrendamento e de sete anos para venda — e carência até quatro anos.

Comentários ({{ total }})

IFRRU 2020 já está a financiar reabilitação urbana. Primeiro projeto pronto até junho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião