Série da Netflix sobre Operação Lava Jato já tem trailer

A série chama-se "O Mecanismo" e começa a ser emitida na Netflix a 23 de março em Portugal.

“Toda a gente sabia, mas só ele conseguia ver”. É este o mote da série “O Mecanismo” que a Netflix produziu no Brasil sobre o caso de corrupção que ficou conhecido como Lava Jato. A nova série original acompanha a investigação do mais vasto esquema de corrupção da história do Brasil.

Com estreia marcada para a próxima terça-feira, a série vai focar-se na investigação criminal às empresas brasileiras e públicas do ramo petrolífero e do ramo da construção. O enredo começa pela investigação a Roberto Ibrahim no âmbito de suspeitas de branqueamento de capitais. Na sequência dessa investigação, o polícia brasileiro Marco Ruffo acaba por descobrir indícios sobre o que viria a ser a Operação Lava Jato.

O caso judicial Lava Jato continua a decorrer. No ano passado, o relator morreu numa queda de avião. Teori Zavascki, que era também ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), foi depois substituído por Edson Fachin, o último ministro que Dilma Rousseff indicou para o STF antes de ser destituída do cargo de Presidente do Brasil.

Na Operação Lava Jato estão envolvidos vários políticos — incluindo o atual presidente do Brasil, Michel Temer, e o ex-presidente Lula da Silva — e empresas como a petrolífera Petrobras ou as construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez.

A série do serviço de streaming é protagonizada pelo ator Selton Mello e foi criada por José Padilha, responsável pela série “Narcos”, e Elena Soarez. “O Mecanismo” tem como base o livro de Vladimir Netto, “Lava Jato – O Juíz Sergio Moro e os Bastidores da Operação que Abalou o Brasil”. Os oito episódios da série foram filmados em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Série da Netflix sobre Operação Lava Jato já tem trailer

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião