Coinbase terá gerado mil milhões de dólares em receitas. Fecha a porta a novos acionistas

A popular plataforma de compra de moedas digitais esperava 600 milhões de dólares de receitas em 2017, mas acabou por superar os mil milhões. Novos acionistas querem entrar, mas a porta está trancada.

Mil milhões de dólares — receitas da Coinbase bateram recorde em 2017.Pexels

A Coinbase terá gerado mil milhões de dólares em receitas no ano passado, um número recorde depois da popularidade que as criptomoedas ganharam nos últimos meses de 2017. A plataforma é uma das mais usadas para comprar e vender moedas digitais como a bitcoin, o ethereum ou a litecoin. O pulo nas receitas da Coinbase poderá ter duplicado o valor da companhia entre agosto e dezembro, de acordo com informações avançadas pela Recode.

De acordo com o site especializado em tecnologia, a 30 de setembro a Coinbase esperava apenas receitas anuais na ordem dos 600 milhões de dólares, mas o valor disparou nas semanas que antecederam o Natal, concretamente com a bitcoin a namorar um máximo histórico próximo dos 20.000 dólares. Desde então, a moeda tem vindo a perder valor de forma expressiva e, esta terça-feira, recua 8,32% para perto dos 10.300 dólares.

A Coinbase gera receitas com comissões nas transações, um preço pago tanto pelo comprador como pelo vendedor de criptomoedas. Em Portugal, por cada transação, a corretora cobra um euro a ambas as partes envolvidas. A comissão é ainda maior no caso de transferências de dinheiro real para a plataforma por outra via que não seja a transferência bancária internacional.

Investidor aqui não entra

Há seis meses, a Coinbase levantou uma ronda de capital de 100 milhões de dólares. Agora, não só os investidores voltam a estar desesperados para se associarem à empresa, como a empresa se viu obrigada a bater com a porta.

"Tomaremos as medidas apropriadas se descobrirmos que alguém vendeu ações da Coinbase em violação do nosso acordo para não o fazer.”

Coinbase

Em declarações à Recode

É que o sucesso que tem vindo a ter está a gerar uma nova vaga de interesse por parte de investidores externos. Alguns dos atuais acionistas terão recebido propostas para venderem as suas posições, mas a empresa tem o capital privado. E não permite alienações de participações, refere o Recode. Segundo o site, a Coinbase enviou ainda uma carta aos atuais acionistas, alertando-os para que não se envolvam em conversações com outros interessados.

“Como empresa privada, a Coinbase não autoriza transações de ações em mercados secundários por diversas razões, incluindo o facto de não existir informação total e uniforme no mercado. Tomaremos as medidas apropriadas se descobrirmos que alguém vendeu ações da Coinbase em violação do nosso acordo para não o fazer”, informou a companhia num comunicado enviado ao jornal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Coinbase terá gerado mil milhões de dólares em receitas. Fecha a porta a novos acionistas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião