Relação com Angola “não podia ser melhor”, diz Marcelo

  • Lusa
  • 23 Janeiro 2018

Apesar da turbulência causada pela Operação Fizz, em que está envolvido o ex-vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, o Presidente da República garante as relações entre os países são "excelentes".

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República.Henrique Casinhas/ECO

O Presidente da República afirmou esta terça-feira que a relação política e diplomática de Portugal com Angola “não podia ser melhor” e é feita de “múltiplos contactos”, alguns mais públicos e formais, outros menos, todos importantes.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas à saída da cerimónia de lançamento de Cascais como Capital Europeia da Juventude 2018, no Centro de Congressos do Estoril, sobre o tema das relações entre os Estados português e angolano a propósito do processo judicial que envolve o ex-vice-presidente de Angola Manuel Vicente.

Questionado se o primeiro-ministro, António Costa, partilhou consigo o parecer solicitado à Procuradoria-Geral da República sobre este caso, que não foi tornado público, o Presidente da República escusou-se a responder: “Isso é uma matéria sobre a qual não me vou pronunciar publicamente”.

“Aquilo que quero dizer, neste momento, é que as relações políticas e diplomáticas são excelentes”, declarou o chefe de Estado. “Não podia ser melhor o nosso relacionamento“, reforçou.

Interrogado se considera decisivo o encontro entre o primeiro-ministro, António Costa, e o Presidente de Angola, João Lourenço, marcado para esta terça-feira à noite, em Davos, na Suíça, onde decorre o Fórum Económico Mundial, Marcelo Rebelo de Sousa disse que “a vida é feita de múltiplos encontros, e de múltiplos contactos”.

“Alguns são públicos e notórios, e são formais ou relativamente formais, outros são informais”, referiu, completando: “E todos são importantes”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Relação com Angola “não podia ser melhor”, diz Marcelo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião