Angola

Economista-chefe de banco pan-africano elogia João Lourenço por estar a combater a corrupção apesar de saber que "a corrupção está, de algum modo, ligada a quem o nomeou”.

Angola teve necessidade de se endividar para realizar investimento público para recuperar as infraestruturas após a guerra, mas também para financiar o enriquecimento ilícito de uma elite restrita.