Banca e seguros em Portugal dominados por capitais estrangeiros

  • ECO
  • 11 Fevereiro 2018

Há mais de nove mil empresas nestes dois setores que são controladas por capitais estrangeiros. Espanha, França e China destacam-se como grandes investidores no país.

A banca e os seguros em Portugal são dominados por capitais estrangeiros. No setor segurador, 86% do capital é detido por estrangeiros, enquanto na banca os estrangeiros respondem por 61% do setor. Os dados são de um estudo da Informa D&B, citados este domingo pelo Correio da Manhã.

Segundo o estudo, são 9.705 as empresas portuguesas destes dois setores que contam com capitais estrangeiros. Estas 9.705 empresas representam apenas 3% do total de empresas nacionais dos dois setores, mas respondem por 47% do volume de negócios e 25% do emprego a nível nacional. Destas, 7.866 são exclusivamente controladas por estrangeiros. Ao todo, o investimento total estrangeiro nestes dois setores ascende a 341 mil milhões de euros.

Espanha é o país com maior presença em Portugal, tanto em número de empresas que controla, como em volume de investimento: os espanhóis detêm o controlo maioritário em 2.040 empresas, num investimento total de 136 mil milhões de euros (dos quais 103 mil milhões na banca).

Segue-se França, que controla 738 empresas, com um investimento total de 48 mil milhões. A China também merece destaque “pelas entradas recentes em empresas de grande dimensão, em especial nos seguros e na saúde”, aponta o estudo. É o caso, por exemplo, do BCP, cujo principal acionista é a chinesa Fosun.

Apesar do controlo estrangeiro, a Informa D&B ressalva que “a maioria das empresas com controlo de capital estrangeiro é liderada por gestores nacionais”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Banca e seguros em Portugal dominados por capitais estrangeiros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião