Fosun reforça no BCP. Ações aceleram quase 5%

  • Rita Atalaia
  • 12 Setembro 2017

Os investidores estão mais confiantes nos títulos do BCP. Depois de a Fosun ter reforçado a sua participação no banco liderado por Nuno Amado, as ações estão a recuperar. Sobem quase 5%.

O BCP está a recuperar. O banco liderado por Nuno Amado já conseguiu anular as perdas de segunda-feira, subindo mais de 5%. Ganhos que se seguem ao reforço da Fosun no capital social da instituição financeira, num sinal de confiança “no caminho do BCP”, de acordo com o presidente da instituição financeira. Para os analistas, os títulos devem continuar voláteis e a trazer oportunidades aos investidores.

Os títulos do BCP têm oscilado. Caíram durante quatro sessões consecutivas, para depois recuperarem e voltarem a cair 5%. Hoje, o dia é de ganhos. As ações do banco estão a acelerar 4,75% para 21,15 cêntimos. Mas já chegaram a tocar os 21,32 cêntimos durante a sessão desta terça-feira. “Esta volatilidade atrai diversos investidores particulares (pois cria oportunidades de trading de curtíssimo prazo), que por sua vez exacerbam a magnitude dos movimentos dos títulos”, afirmam os analistas do BPI, no Diário de Bolsa.

BCP acelera mais de 5% após queda expressiva

A recuperação acontece depois de a Chiado, filial do grupo Fosun, ter anunciado que passou a deter uma participação de 25,16% no capital social do banco. A filial do grupo Fosun detinha 23,92% do capital social do BCP, registando-se um aumento de 1,24 pontos percentuais. Isto no mesmo dia em que foi anunciado que o Norges Bank reforçou igualmente a sua participação, passando a deter 2,544% do capital social do BCP. Para o CaixaBI, é uma “notícia positiva na medida em que traduz o reforço de confiança do maior acionista do BCP”.

Esta volatilidade atrai diversos investidores particulares (pois cria oportunidades de trading de curtíssimo prazo), que por sua vez exacerbam a magnitude dos movimentos dos títulos.

Analistas do BPI

O presidente da instituição financeira, Nuno Amado, também afirmou que este reforço demonstra confiança no banco. “Este reforço está alinhado com o interesse estratégico que a Fosun oportunamente comunicou ao mercado e demonstra a confiança no caminho que está a ser prosseguido pelo Millennium bcp”, considerou o gestor. Segundo Nuno Amado, o aumento da participação da Fosun “reflete o desempenho económico-financeiro do banco, incluindo a robustez do modelo de negócio e a redução dos NPE [exposição ao crédito malparado]”.

E acrescentou: “A redução [da exposição ao malparado] essa que está a decorrer a um ritmo mais intenso do que o apresentado ao mercado e aos supervisores. Isto confirma a continuada confiança de todos, investidores e reguladores na estratégia apresentada e na execução da mesma”. Isto no mesmo dia em que o secretário de Estado Adjunto e das Finanças, Ricardo Mourinho Félix, afirmou que o Governo espera que a plataforma de gestão comum de créditos malparados, que será constituída pelas três maiores instituições financeiras (BCP, CGD e Novo Banco), esteja em funcionamento “no início do próximo ano”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Fosun reforça no BCP. Ações aceleram quase 5%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião