Symington investe quatro milhões de euros em nova adega no Vale da Vilariça

  • Lusa
  • 22 Fevereiro 2018

Construção arranca ainda este ano, informou a Symington em comunicado esta quinta-feira. Nova adega ficará localizada na Quinta do Ataíde, no Douro Superior, concelho de Vila Flor.

A maior proprietária de quintas na região do Douro e um dos principais produtores de vinho do Porto, a Symington, anunciou hoje que vai investir mais de quatro milhões de euros numa nova adega no Vale da Vilariça, distrito de Bragança.

A nova adega ficará localizada na Quinta do Ataíde, uma das propriedades da família, no Douro Superior, concelho de Vila Flor, e a construção “arranca ainda este ano”, como informa a promotora em comunicado.

A previsão é de que a obra “deverá estar concluída em 2020” e este novo projeto “será o local eleito para a vinificação dos vinhos do Douro da empresa”, dedicado aos que têm Denominação de Origem Controlada (DOC) Douro.

De acordo com a empresa, “a nova adega deverá ter capacidade de cerca de dois milhões de garrafas, mas com possibilidade de expansão”.

A empresa justifica a escolha da Quinta do Ataíde com “o facto de ser uma propriedade da família com enorme importância na produção de vinhos do Douro de qualidade superior e por estar perto da Quinta do Vesuvio e de outras vinhas de família onde são produzidos grandes vinhos do Douro”.

“Este investimento permitirá à Symington reforçar o seu posicionamento na oferta de vinhos DOC Douro”, acrescenta.

Atualmente, a empresa comercializa as marcas Altano, Quinta do Ataíde, Quinta do Vesuvio e os vinhos Prats & Symington em parceria com Bruno Prats, que têm vindo a ser sucessivamente distinguidos com prémios nacionais e internacionais.

Conforme refere na informação divulgada, a Symington Family Estates é uma empresa de propriedade e gestão familiar.

Detém a Graham’s, “uma das dez marcas de vinho mais admiradas no mundo, segundo a revista Drinks International, bem como as marcas Dow’s, Cockburn’s e Warre’s, e os vinhos DOC Douro: Quinta do Vesuvio, Quinta do Ataíde, Altano e P+S”.

A família está presente no Douro há cinco gerações, desde 1882, e “é, atualmente, a maior proprietária de quintas na região do Douro e um dos principais produtores de vinho do Porto de qualidade superior, as chamadas categorias especiais”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Symington investe quatro milhões de euros em nova adega no Vale da Vilariça

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião