A manhã num minuto

  • Rita Frade
  • 28 Fevereiro 2018

Não sabe o que se passou durante a manhã? Fizemos um vídeo que reúne as notícias mais relevantes, em apenas um minuto.

A taxa de desemprego de dezembro situou-se nos 8%, o valor mais baixo desde julho de 2004. A estimativa mensal prevê que em janeiro se tenha verificado uma queda para 7,9%. O PIB aumentou 2,7% em 2017, um ano de recuperação para a economia portuguesa.

A taxa de desemprego de dezembro de 2017 situou-se nos 8%, de acordo com dados finais revelados esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). A estimativa mensal prevê que, em janeiro, o desemprego tenha quebrado a barreira dos 8%, caindo para os 7,9%.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou que a economia portuguesa cresceu 2,7%, tal como tinha avançado a estimativa rápida de 14 de fevereiro. As contas nacionais trimestrais foram divulgadas esta quarta-feira pelo INE.

As contas consolidadas de 2016 do grupo Montepio ainda não estão fechadas. Mas podem revelar capitais próprios negativos entre 300 e 350 milhões de euros. Ou seja, um agravamento de pelo menos mais de 200 milhões de euros face ao que foi registado no exercício anterior.

A Anacom considera que existem ofertas de serviços de telecomunicações da Meo, Nos e Vodafone que são ilegais. Em causa está o regulamento do fim das taxas de roaming bem como as regras da neutralidade da internet que impedem que um tipo de tráfego seja tratado de forma diferente do restante.

O imobiliário nacional está ao rubro. Muitas compras, muitas vendas… e preços cada vez mais altos. Uma “loucura” que está a catapultar o negócio das principais imobiliárias, com negócios de vários milhões de euros. É o reflexo da melhoria da economia, mas também da maior facilidade de acesso ao financiamento junto da banca. E, claro, do chamariz que são as casas portuguesas para muitos estrangeiros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

A manhã num minuto

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião