Lisboa avança após cinco dias no vermelho. BCP e EDP suportam

O PSI-20 abriu com ganhos em torno de 0,5%, num arranque de sessão marcado pela valorização do BCP e da EDP que puxam pelo índice. Lisboa acompanha as bolsas europeias.

A bolsa de Lisboa arrancou a sessão com o pé direito, a recuperar de cinco sessões negativas. O PSI-20 abriu a valorizar em torno de 0,5%, apoiado na valorização dos títulos do BCP e da EDP. Os CTT abriram em queda, mas as suas ações já seguem a somar mais de 1%.

O PSI-20 arrancou a sessão a somar 0,51%, para os 5.366,8 pontos, com a maioria dos títulos positivos e a acompanhar o sentimento positivo dos pares europeus.

O BCP é um dos título que mais puxa pelo desempenho do índice bolsista lisboeta. As suas ações seguem a valorizar 0,93%, para os 29,37 cêntimos. No mesmo sentido, segue também a EDP, com os seus títulos a somarem 1,27%, para os 2,869 euros. O sentimento positivo alastra-se aliás a todo o setor da energia. As ações da EDP Renováveis valorizam 0,28%, para os 7,205 euros, enquanto as da Galp Energia progridem 0,41%, para os 14,69 euros em sintonia com o rumo das cotações do petróleo que também avançam nos mercados internacionais.

 

Nota positiva para as ações dos CTT que, apesar de um arranque negativo, seguem agora a valorizar 1,2%, para os 3,192 euros. Isto apesar de a empresa liderada por Francisco Lacerda ter reportado na quarta-feira, após o fecho da sessão, uma quebra histórica dos seus lucros. O lucro dos CTT afundou 56% em 2017 para os 27 milhões de euros, condicionado por menos negócio no correio postal e nos serviços financeiros.

Em queda, destaque apenas para quatro cotadas. A Pharol é a mais penalizada, ao ver as suas ações deslizarem 5,19%, para os 20,1 cêntimos, numa altura em que a empresa está em choque com a Oi depois de ter decidido travar aumentos de capital na sua participada brasileira.

Em queda está também a Novabase que se prepara para sair do PSI-20, com as suas ações a desvalorizarem 0,36%, para os 2,78 euros.

(Notícia atualizada às 8h20 com novas cotações e mais informação)

Comentários ({{ total }})

Lisboa avança após cinco dias no vermelho. BCP e EDP suportam

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião