É lesado PT/Oi? Tem até hoje para dizer como quer receber os créditos em dívida

Termina esta quinta-feira o prazo para os credores da PT/Oi escolherem uma forma de pagamento dos créditos em dívida junto do administrador judicial.

Se é lesado da PT/Oi, saiba que hoje é o último dia para escolher a forma como quer receber os créditos que lhe são devidos. O prazo original era o dia 26 de fevereiro, mas foi estendido por dez dias e termina esta quinta-feira, para dar a hipótese aos obrigacionistas de individualizarem os respetivos créditos junto do administrador judicial.

Terá de escolher uma de duas formas de pagamento, de acordo com a sociedade de advogados Candeias & Associados, que representam cerca de 400 pessoas nesta situação:

  • “Uma primeira, a 12 anos, com um corte de 50%, juros a 6%, com capitalização nos primeiros seis anos e também seis anos de período de carência. Em 2024, os credores passarão a ser reembolsados semestralmente do capital e, anualmente, dos juros. A final, o valor que irá receber é de cerca de 95 a 110% do valor investido, mas apenas daqui a 12 anos. Atenção que, neste caso, se fará a conversão dos euros em dólares ao câmbio de 1,1770. Os juros e o capital serão reembolsados em dólares”, indica a sociedade.
  • “Uma segunda opção, a 25 anos, que permite o reembolso anual ao fim do 20.º ano, durante os 5 anos seguintes. Aqui, pode manter a moeda em euros (não vencerão quaisquer juros). Pode optar pelo real. Nesse caso, terá uma taxa referencial, que é publicada anualmente (a de 2017, a taxa foi de 0,60%; em 2016 foi de 2,01%)”, acrescenta.

Nestas condições estarão cerca de 7.000 credores portugueses da PT/Oi. A escolha de uma forma de pagamento é um passo importante na reclamação das dívidas, uma vez que, caso não seja escolhida uma forma por parte dos credores, os montantes não são considerados.

No entanto, não deixe tudo para a última hora, alertou a Candeias & Associados em fevereiro: “Recordamos ainda que o credor não deve deixar para os últimos dias a realização destes procedimentos. Tal como aconteceu no Programa de Acordo de Pagamento, prevê-se uma adesão massiva nos últimos dias.”

Comentários ({{ total }})

É lesado PT/Oi? Tem até hoje para dizer como quer receber os créditos em dívida

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião