Pedro Silva Pereira: CDS está a fazer “OPA ao eleitorado” do PSD

  • ECO
  • 9 Março 2018

O eurodeputado do PS afirma que o CDS pretende crescer à custa do eleitorado do PSD, tal como aconteceu na Câmara de Lisboa. António Filipe acusa mesmo os centristas de "populismo".

Assunção Cristas está a fazer uma “OPA, uma oferta pública de aquisição eleitoral” ao PSD, disse esta sexta-feira o eurodeputado do Partido Socialista, Pedro Silva Pereira, no programa da TSF Política Pura. Assunção Cristas, a dirigente do CDS-PP, falara na importância da expansão do partido centrista para que a direita pudesse obter 116 votos, mas o eurodeputado não considera isso possível.

Para Pedro Silva Pereira, a expansão do CDS faz-se à custa de votos do PSD, tal como aconteceu na Câmara Municipal de Lisboa, onde Cristas ficou à frente da candidata social-democrata Teresa Leal Coelho. “Aquilo que é o desígnio do CDS, é o crescimento à custa do PSD, e isso não contribui para o crescimento da direita”, explicou o eurodeputado.

Assim, continuou: “Estamos perante uma OPA, uma oferta pública de aquisição eleitoral do CDS sobre o eleitorado do PSD que verdadeiramente já não se disfarça”.

No mesmo programa, António Filipe, do PCP, afirmou que Assunção Cristas tem assumido um discurso “populista” para “caçar votos” desresponsabilizando-se do seu papel no Executivo anterior. “O discurso de populismo é isto: o CDS voltou ao discurso securitário, depois de ter andado esquecido enquanto esteve no Governo. Teve um discurso completamente populista sobre o financiamento dos partidos, aposta no alarmismo, quando agora fala nas infraestruturas e quer discutir o problema do terrorismo, está a esbracejar de toda a forma e feitio para poder posicionar-se para as eleições legislativas e procurar explorar a fragilidade que o PSD ainda não conseguiu ultrapassar”, considerou o deputado.

Comentários ({{ total }})

Pedro Silva Pereira: CDS está a fazer “OPA ao eleitorado” do PSD

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião