CP: Greve suprimiu 792 comboios até às 18h

Os trabalhadores da Infraestruturas de Portugal estão em greve, dificultando a circulação de comboios da CP e da Fertagus. Exigem aumentos salariais de 4%.

Até às 18h desta segunda-feira foram suprimidos 792 ligações ferroviárias, confirmou ao ECO fonte oficial da Comboios da Portugal (CP). A adesão à greve dos trabalhadores que exigem aumentos salariais a rondar os 4% está fixada nos 90%.

Dos 1.027 comboios que teriam de ter circulado num dia normal para transportar milhares de portugueses, apenas 235 iniciaram percurso. Entre as 00h e as 12h desta segunda-feira, já eram 584 os que tinham sido suprimidos.

À espera nas estações ferroviárias, as pessoas queixam-se de falta de serviços mínimos e de transportes alternativos, conforme avança a RTP. Em conversa com os sindicatos no Porto, estes referem que estão “numa empresa em que os trabalhadores não têm aumentos salariais desde 2009 e numa empresa que todos os anos anuncia lucros na ordem dos muitos milhões”. Os trabalhadores estão a exigir aumentos salariais na ordem dos 4%, o equivalente a 40 euros mensais por cada um, um valor bastante abaixo dos dois euros por mês oferecidos pela empresa.

Na próxima quarta-feira haverá novas reuniões da CP com os sindicatos dos trabalhadores, adianta a RTP.

(Notícia atualizada às 19h15 com atualização do número de comboios suprimidos)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CP: Greve suprimiu 792 comboios até às 18h

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião