Juros da casa caem pela primeira vez em cinco meses

Taxa de juro implícita nos créditos à habitação fixou-se em média, nos 1,023%, em fevereiro. Trata-se da primeira descida desde setembro.

A taxa de juro implícita nos créditos à habitação fixou-se nos 1,023%, em média, em fevereiro. Trata-se da primeira descida desde setembro, revela o Instituto Nacional de Estatísticas esta segunda-feira. Nos contratos mais recentes observou-se, no entanto, um aumento.

“A taxa de juro implícita no crédito à habitação desceu ligeiramente, de 1,024% em janeiro para 1,023% em fevereiro”, diz o gabinete de estatísticas público. Tratou-se assim da primeira vez nos últimos cinco meses que essa taxa recuou.

Juros implícitos recuam em fevereiro

Fonte: INE

A prestação média vencida acompanhou esse movimento de descida. Esta caiu em um euro face ao valor verificado em janeiro, para se fixar num valor médio de 239 euros, em fevereiro.

Rumo contrário teve a taxa de juro dos contratos de crédito celebrados nos últimos três meses, com esta a aumentar em fevereiro 0,7 pontos base, para se situar nos 1,602%, em fevereiro.

Por sua vez, a prestação média vencida nesses contratos de crédito fixou-se nos 319 euros, o que corresponde a um agravamento de 12 euros euros face ao valor registado em janeiro.

Já o capital médio em dívida, para a totalidade dos contratos, diminuiu dois euros face ao mês anterior, para 51.726 euros, em fevereiro.

(Notícia corrigida no título: “Juros da casa caem pela primeira vez em cinco meses” em vez de “Juros da casa caem pela primeira vez em seis meses”)

Comentários ({{ total }})

Juros da casa caem pela primeira vez em cinco meses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião