Governo não cede à greve. Oferece 240 euros por trabalhador da Infraestruturas de Portugal

  • Lusa e ECO
  • 2 Abril 2018

Governo apresentou uma proposta de mais 240 euros por trabalhador da Infraestruturas de Portugal e por ano que acresce aos valores que constam do Orçamento do Estado. E não dá mais.

Em dia de greve, o secretário de Estado das Infraestruturas diz que “está tudo em aberto” em relação ao acordo de empresa da Infraestruturas de Portugal, mas frisa que o Executivo não está disponíveis “para dar mais valores do que aquilo que já demos”.

O Governo apresentou uma proposta de 240 euros mais por trabalhador e por ano que acresce aos valores que constam da lei do Orçamento do Estado“, explicou o secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme W. d’Oliveira Martins, em declarações transmitidas pelas televisões. “Esta proposta não foi aceite pelos sindicatos”, os quais não apresentam “qualquer tipo de contra proposta ou cedência”, garante ainda o secretário e Estado.

Estamos disponíveis para negociar o acordo de empresa, não estamos é disponíveis para dar mais valores do que aquilo que já demos e que está previsto na lei do Orçamento de 2018 — 2.500 euros em média por trabalhador e 10,5 milhões de euros para a IP”, esclarece Guilherme Martins. “Estamos sempre disponíveis para negociar mas com razoabilidade”, acrescenta, vincando que o Governo avançou os valores que podia suportar.

Os números mais recentes avançados pela Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans) estima uma adesão “muito significativa” de cerca de 80% na greve. Contudo, a mesma entidade admitiu que há vários comboios a circular devido a um sistema “antigreve aplicado pela Infraestruturas de Portugal”.

Comentários ({{ total }})

Governo não cede à greve. Oferece 240 euros por trabalhador da Infraestruturas de Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião